Buscar
  • Giulianno Molina

Carcinoma papilífero da tireoide: O que é e como detectar?


O carcinoma papilífero da tireoide é o tumor mais comum da glândula, representando cerca de 80% de todos os cânceres de tireoide, ocorrendo em pessoas entre 25 e 65 anos e sendo muito mais comum entre o sexo feminino. Além disso, outros fatores de risco são o histórico familiar, exposição a radiação e condições genéticas endocrinológicas.

Atualmente, existem várias técnicas que são usadas para detectar disfunções da tireoide, nódulos e o tumor. São elas:

• Ultrassonografia tireoidiana ou cervical; • Tomografia computadorizada; • Exame Laboratoriais; • Biópsia; • Laringoscopia.

Como sinal de alerta, assim que a glândula começa a aumentar de tamanho, o nódulo pode se tornar palpável; glândulas grandes (bócios) podem gerar dificuldades de deglutição e respiração, nódulos malignos podem causar rouquidão.

Vale lembrar que a detecção precoce do câncer é uma ótima forma de encontrar o tumor numa fase inicial e, assim, possibilitar maior chance de tratamento, por isso, se você começar a sentir alguns desses sintomas, deverá consultar um médico especialista para realizar os estudos diagnósticos correspondentes.


49 visualizações

Telefones para contato: 

(11) 2592-8130 • (11) 2592-8056 • (11) 99788-2552

Endereço: R. Maestro Cardim, 560 - conjunto 24 - Edifício Office Paulista - Bela Vista - São Paulo - SP - 01323000

  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
whatsapp.png